Música Viagem
ivo mozart papai noel

E o ano voou de novo e já estamos no Natal! A cada ano que passa, os dias e meses estão passando mais rápido e a cada fim de ano, continuamos fazemos as mesmas promessas e milhares de pedidos. Fazia alguns anos que eu havia perdido o espírito natalino, nunca fui de dar presentes, nunca soube ganhar presentes e nunca entendi o valor de ter que presentear apenas porque existe uma data que diz que você tem que ‘comprar presentes’. Eu sempre fui da filosofia que todos os dias são especiais e, quando nos limitamos à datas comemorativas, parece que todos os outros dias são dias comuns, sem grande importância. Percebi que a parte capitalista do Natal me tirou toda a magia que nele existia, mas na verdade, pensando melhor, tudo isso aconteceu porque eu quis. As coisas só param de ter sentido, quando não damos mais sentido para elas.

Quando comecei a pensar sobre o Natal e toda a felicidade das crianças, de lembrar de quando eu era criança, das vezes em que o Papai Noel foi na minha casa, das cartinhas que eu escrevia pedindo presentes que lembro até hoje (uma bola de futebol, um tênis da Adidas, uma bicicleta!), de pensar que o ano inteiro eu esperava o Natal chegar, era simplesmente o máximo! Este ano, no auge dos meus 28 anos, resolvi dar uma chance para mim mesmo e ver novamente o Natal como uma data especial, esquecendo a loucura dos shoppings e do frenesi em comprar presentes. Resolvi simplesmente criar um elo com uma data mágica chamada Natal e com o ícone desse simbolismo, o bom velhinho Papai Noel. Procurei no Google onde surgiu toda a história do Papai Noel nasceu e então, descobri que a cidade onde tudo nasceu, e onde Papai Noel continua morando, se chama Rovaniemi e fica no Norte da Finlândia. E Adivinha!? Sim, fui até lá. Rs

Quando queremos nos conectar com alguma coisa, temos que ir a fundo e eu fui bem longe para tentar resgatar este vínculo. . Fui de São Paulo para Londres, de Londres para Helsink (capital da Finlândia) e, depois de mais um voo, cheguei em Rovaniemi. Ao total, foram quase 18 horas de voo para chegar na cidade. Rovaniemi é considerada parte da Laponia, uma região da Escandinávia que abrange território de 4 países, a Rússia, Suécia, Noruega e Finlândia. Fui para um dos lugares mais ao Norte do mundo, onde as temperaturas podem chegar até 50 graus negativos (sorte a minha que o mínimo que peguei foi -6, rs). Agora, em dezembro, a cidade tem 3 horas de duração do dia dia. 10:30h amanhecia, e 13:30h, a escuridão já tomava conta de Rovaniemi.

A cidade possui 2 parques que são muito legais: o Parque do Papai Noel e a Vila do Papai Noel. A vila do Papai Noel possui várias atrações superlegais: hotel de gelo, passeio de trenó com as renas, passeio de trenó com ruskis seberianos, bonecos de neve gigantes, passeios de snowmobile (é tipo um jetsky de neve), muitas lojas de suvenir e restaurantes.

papai noel ivo mozart

O parque do Papai Noel é bem diferente. Ele fica em um lugar subterrâneo, embaixo de uma montanha. Lá, tudo é relacionado ao bom velhinho (fiz até um curso para ser um Elfo, ajudante do Papai Noel!)! Mas, a primeira coisa que fiz quando cheguei foi ir lá, foi conversar com ele. Quando cheguei para cumprimentá-lo, ele foi superfofo e simpático e perguntou se eu já tinha escrito minha cartinha, e foi então que eu disse: Papai Noel, vim lá do Brasil para te dizer uma coisa! Estou aqui para te agradecer, por tudo!

papai noel ivo mozart

papai noel ivo mozart

Ele ficou surpreso com meu agradecimento porque está sempre recebendo milhares de pedidos. Geralmente as pessoas tiram uma foto, dizem o que querem e vão embora. Mas, naquele momento, eu voltei a sentir a magia do Natal e fiquei uns 5 minutos conversando com ele. Papai Noel me contou que ama o Brasil, que entende todos os idiomas e que tem 2.584 anos de idade (rs).

Ali, eu percebi que não tinha idade, eu era apenas uma pessoa feliz de estar conversando com um velhinho com uma barba gigante e que ouve todos os desejos e sonhos das pessoas. Foi um momento incrível! Hoje, se alguém me pergunta se eu gosto de Natal, minha resposta é: SIM, eu amo o Natal!

Cada pessoa tem sua referência sobre o que esta data pode significar: juntar a família, nascimento de Jesus, festas, compras, viagens! Mas, seja o que for, é bom ter alguma coisa para acreditar e se divertir. Eu atravessei o mundo para simplesmente agradecer o Papai Noel, e agora, escrevendo este post, consigo transmitir para vocês um pouquinho do que o Natal significa para mim. Algo mágico, onde a gente pode refletir sobre os nossos desejos e lembrar dos nossos agradecimentos.

O espírito natalino pode ter o significado que a gente quiser, e se eu pudesse dar um conselho, seria para você abrir seu coração e deixar um pouquinho de lado as coisas reais do mundo, e dar uma chance para magia que pode existir no mundo!. Feliz Natal para todo mundo, e que a simplicidade das coisas seja a base da nossa felicidade! Sempre!